Declaração Universal dos Direitos da Mãe Terra.

Somos a natureza. Quando a natureza prospera, nós prosperamos.

No entanto, a legislação existente falhou miseravelmente de tantas formas que nos últimos 40 anos permitiu-nos extinguir 50% de todas as espécies da Terra.

Neste ano nós temos uma oportunidade histórica de dar à natureza uma chance. Os Chefes de Estado de 195 países vão participar do mais importante evento mundial sobre o clima. É agora ou nunca!

Aquecimento global, contaminação de água, pesca indiscriminada, desmatamento das selvas e florestas, a extinção em massa de espécies animais, são somente algumas das consequências do sofrimento da natureza. Tudo isso é legal porque a natureza é somente um objeto sob o jugo da lei, como os escravos, as mulheres e os indígenas costumavam ser.

Como propriedade ou outra condição legal. É por isso que é quase impossível para nós, os cidadãos, proteger a natureza fazendo uso da lei. As leis que temos não são suficientes para responder aos desafios de nossa época. Necessitamos de mudança. Reconhecer os Direitos da Natureza pode ser a nossa última chance de sobreviver. A Bolívia apresentou a Declaração Universal dos Direitos da Mãe Terra às Nações Unidas em 2010.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
EVENTOS
VIVENCIA
COMUNITÁRIA
NOTÍCIAS
SUSTENTABILIDADE
CERRADO
ECOVILAS
ASSENTAMENTOS 
  • White Instagram Icon
  • White YouTube Icon
  • White Facebook Icon

@2023 INSTITUTO BIORREGIONAL DO CERRADO | desenvolvido por Alisson Sindeaux